Manutenção preventiva: planejar, gerir e automatizar

De acordo com a norma NBR-5462, manutenção preventiva é aquela realizada em intervalos de tempo pré-determinados ou de acordo com normas prescritas para reduzir a possibilidade de falha ou degradação das funções do projeto. A manutenção preventiva só fará com que as falhas do equipamento estejam diretamente relacionadas com a vida útil do equipamento. Ou seja, é ineficiente em 89% dos equipamentos, onde a taxa de falha não tem nada a ver com a idade do equipamento, mas com as condições de operação.

É dever de todo engenheiro conhecer os princípios básicos e a importância da manutenção de equipamento. Buscando sempre adotar práticas que possam reduzir custos e potencializar a disponibilidade de ativos, mas nem sempre tem êxito. A automação das manutenções se tornou uma das maneiras mais utilizadas para gerir maior eficiência operacional e grande confiabilidade aos equipamentos. O principal objetivo da manutenção é assegurar que os ativos estejam em pleno funcionamento, alcançando uma produção eficiente, com a intenção de reduzir gastos e manter o alto nível qualidade, sem descuidar da segurança dos profissionais envolvidos.

Dessa maneira, o responsável pela programação das atividades e garantir que os objetivos sejam alcançados melhorando a produtividade dos equipamentos, proporcionando meios para preservar sempre acessíveis para produção. Consequentemente as paradas e falhas são evitadas e o desgaste causado pelo uso impróprio do equipamento é reduzido.

Por esse motivo, a manutenção não deve ser vista como despesa, mas sim como um investimento, pois pode consequentemente aumentar a produtividade e reduzir custos sem reduzir qualidade.

Internet das Coisas – Internet das Coisas

Existem vários dispositivos conectados à rede e conectados uns aos outros. Portanto, na fábrica, cada dispositivo for conectado a sensores sem fio, sistemas de gestão e dispositivos móveis para coletar e enviar dados para apoiar a tomada de decisão do gerente.

Alguns dados de avaliação incluem temperatura, velocidade de trabalho, posição, pressão, fluxo, corrente, vibração e cor. Qualquer anormalidade pode gerar um alerta para que a intervenção seja agendada rapidamente.

Analytics

A análise é usada para detectar os padrões nos dados brutos coletados e enviar de acordo com o status do equipamento em tempo real para recomendar manutenção. Além disso, a tendência pode ser prevista, ou seja, a análise pode calcular a probabilidade de falha do equipamento, de forma a planejar o andamento com mais precisão.

Software de gerenciamento de manutenção

O software de gerenciamento de manutenção é uma ferramenta para ajudar a equipe a planejar as atividades de manutenção e registrar com mais precisão a vida útil dos equipamentos de cada empresa. Portanto, o fluxo de trabalho pode ser melhor definido. Além disso, o sistema pode ser conectado a dispositivos IoT, analisar e integrar processos logísticos para aumentar seu potencial de automação. A gestão da automação trouxe muitas vantagens competitivas para a empresa.

Compartilhe

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *