Inventário e a importância da padronização

O inventário adequado pode ajudar muito a melhorar a eficiência das práticas e rotinas no ambiente. Os profissionais que trabalham com departamentos gerenciais/administrativos devem manter os equipamentos em bom estado, razão pela qual deve ser feito o controle de estoque mais recente. Saber a quantidade e a qualidade dos equipamentos existentes é essencial para a construção de um departamento de manutenção. Embora haja uma tendência a pensar que o inventário não é importante, recomenda-se aproveitar esta oportunidade para obter dados, o que é muito útil para preparar as recomendações de implementação e gestão do departamento ou grupo de manutenção.

São mais de 2 milhões de equipamentos médico-hospitalares cadastrados no CNESNet (Cadastro Nacional de Saúde), por isso é necessário o inventário no ambiente hospitalar para controle e monitoramento do ciclo de vida dos equipamentos. A obtenção dos dados para o inventário é uma tarefa relativamente simples, embora em muitos casos, demorada, dependendo do parque de equipamentos instalados. O maior problema a ser enfrentado é o processamento desses dados para a obtenção de informações que servirão como base para o sistema de gerenciamento e como argumentos para a proposta de implantação do grupo de manutenção.

O que deve conter em um inventário completo:

  1. Cadastramento correto dos equipamentos
  2. Nome técnico;
  3. Nome e modelo comercial;
  4. Localização;
  5. Código;
  6. Número de série;
  7. Número de patrimônio;
  8. Número de registro/cadastramento na Anvisa, quando aplicável;
  9. Data de instalação;
  10. Identificação do nível de criticidade do equipamento para o processo;
  11. Razão social do fabricante;
  12. Data e valor da compra;
  13. Período de garantia.

  • Sistema de gerenciamento de equipamentos

A gestão de equipamentos hospitalares é uma tarefa complexa que precisa ser realizada de forma organizada. É essencial adquirir um sistema de gerenciamento de equipamentos. Ao longo do processo, os produtos são inseridos em diferentes áreas, incluindo fabricantes, seguradoras, departamentos hospitalares e fornecedores. Com um sistema de gerenciamento, é possível reduzir os custos organizacionais e beneficiar toda a organização. As informações são automatizadas, melhorando a eficiência da prática hospitalar.

  • Inventários frequentes

Para manter o controle de todos os equipamentos do hospital é de extrema importância a atualização constante do inventário periódico, assim fica mais ágil o diagnóstico de falha e inconsistências. O bom gerenciamento dos insumos hospitalares tem contribuição significativa para o desenvolvimento dos hospitais, havendo reduções nos erros no inventário e ampliando melhorias.

É essencial que haja um inventário hospitalar eficiente para evitando o esgotamento de produtos no estoque e contribuir para que não haja produtos além do esperado, o que requer organização e práticas de gestão.

Compartilhe

1 comentário em “Inventário e a importância da padronização”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *